Edição Espírito SantoRealização:
Edição Espírito SantoRealização:
Sinta-se livre para contactar-nos:

Primeiro evento de capacitação presencial do Sinapse é realizado em Vila Velha

Sem categoria 04.09.2017

Na última quinta-feira (31), aconteceu no cineteatro da Universidade Vila Velha (UVV), o primeiro evento de capacitação presencial do Sinapse da Inovação Espírito Santo, que reuniu empreendedores das equipes das 300 ideias selecionadas para a fase 2 do programa.

Com mais de 600 participantes, o evento contou com a presença do diretor presidente da Fapes, José Antônio Bof Buffon, da sub secretária da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti), Camila Dalla, além da equipe da Fundação Certi. “Isso é um trabalho que a gente já vem realizando a algum tempo, pois queremos a diversidade econômica por meio da tecnologia. O sinapse promove a cultura empreendedora em todos os níveis”, destaca a sub secretária da Secti.

Na ocasião, os coordenadores do Sinapse da Inovação Espírito Santo, Antônio Rogério de Souza e Fernanda Konradt de Campos, orientaram os empreendedores na formulação de seus projetos e tiraram dúvidas a respeito do processo.

Para o empreendedor Henrique Fiorot, o Sinapse é uma oportunidade de estar levando para frente ideias que ele e a equipe já tinham em mente. “A capacitação foi muito esclarecedora porque permitiu que a gente desenvolvesse um modelo de negócio que a gente ainda não tinha pensado. A parte técnica nós temos bem difundida, mas esta outra questão ainda faltava para nos informamos mais”, destaca o empreendedor que é também engenheiro de produção.

 

Evento com parceiros

Além do evento com os empreendedores, aconteceu também no mesmo dia, um evento na Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), com instituições parceiras do programa para a apresentação de resultados de sua primeira fase.

De acordo com o diretor da Fapes, José Antônio Bof Buffon, o encontro contribuiu para a interação das instituições que trabalham com inovação e empreendedorismo no Estado, para o fortalecimento desta comunidade e também confirmou a transparência na governança do programa. “A reunião é uma prestação de contas. O Sinapse é um programa já testado, e trouxemos para cá para que possa atender amplamente às tecnologias capixabas, com o apoio de outras secretarias”, destaca o diretor presidente.

Próxima fase

As 300 ideias que seguem para próxima fase são das temáticas: Tecnologia da Informação e Comunicação (69); Tecnologias Sociais (66); Automação (46); Gestão (39); Biotecnologia (31); Química e Materiais (28) e Eletroeletrônica (21). As propostas foram avaliadas por 57 profissionais vinculados às instituições parceiras do programa, sendo 28 avaliadores do Espírito Santo e 29 de Santa Catarina.

Na Fase 2, os 300 proponentes dos projetos serão capacitados por especialistas sobre diversos temas para o sucesso de uma startup, como a captação de investimento, desenvolvimento do produto, formação da equipe empreendedora, modelo de negócios, gestão e estratégia empresarial, inovação e tecnologia, dentre outros.

Os selecionados devem agora submeter um projeto de empreendimento até segunda-feira (04), onde serão novamente avaliados, restando apenas 150 propostas para a terceira e última fase da etapa de seleção do programa. Por fim, serão 40 projetos contemplados com até R$ 50 mil em subvenção da Fapes e suporte para o desenvolvimento de seus produtos e negócio. O resultado final será divulgado no dia 10 de janeiro de 2018.

Confira aqui a lista das ideias selecionadas para a Fase 2 do programa.

Impactos gerados

O Sinapse da Inovação está sendo desenvolvido pela Fapes, autarquia vinculada à Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti) e também pela Fundação Certi– Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras.  A Fapes tem como atribuições a operacionalização do apoio institucional, financeiro e técnico a programas e projetos de promoção do desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação às instituições públicas e privadas de ciência, tecnologia e inovação.

Com poucos meses de operação, o Sinapse da Inovação Espírito Santo já envolveu e capacitou mais de 5 mil cidadãos capixabas, de 57 municípios. O Estado atingiu o segundo maior número de ideias submetidas na história do programa, realizado também nos estados de Santa Catarina e Amazonas.

 

 

Sorry, the comment form is closed at this time.